segunda-feira, 15 de outubro de 2007

Peregrinação ao Ramelau em Honra de Nossa Senhora, Padroeira de Timor-Leste


Juventude demonstrou confiança na Igreja Católica

Os cristãos católicos das Dioceses de Díli e de Baucau realizaram uma peregrinação ao cume do Monte Ramelau, no Distrito de Ainaro para comemorar o 10.º Aniversário da Padroeira de Timor-Leste, no domingo, no dia 7 de Outubro de 2007.

Na comemoração do 10.º Aniversário da Padroeira de Timor-Leste, a Juventude Peregrina demonstrou perante a Imagem de Nossa Senhora do Ramelau, a Virgem Maria Mãe de Deus, a sua fé e devoção, assim como a sua confiança na Igreja Católica.

José Valente, da Paróquia de D. João Bosco, afirmou ao Jornal Nacional Diário, após ter participado na peregrinação em celebração do 10º Aniversário de Nossa Senhora, que, como jovem, tinha participado na peregrinação ao cume do Monte Ramelau com a intenção de aprofundar a sua fé em Deus, porque Deus é um Dom de todos os seres e tem o poder de destruir tudo o que é mau no seio da humanidade.

José Valente pediu a todos os jovens católicos para não se deixarem cair nas tentações do mundo e para se esforçarem por viver segundo a doutrina de Cristo. O mesmo solicitou-lhes que se esforçassem por trabalharem juntos, dando as mãos, mutuamente, para assim se reforçar a unidade entre os timorenses.

«Peço a todos os jovens timorenses para viverem unidos e darem as mãos uns aos outros para juntos estabelecermos a paz no nosso País e nos nossos bairros, pois o nosso País só pode progredir, se seguirmos a mensagem que Jesus nos ensinou: “Amai-vos uns aos outros como Eu vos amei”», advertiu José Valente.

Na mesma ocasião, Marce Exposto, da Paróquia da Catedral Díli, afirmou que se sentia satisfeito por ter participado na peregrinação ao Monte Ramelau para comemorar o dia de Nossa Senhora, pois considera que, como jovem católico, este evento teve um enorme valor para a sua vida.

«Os meus pensamentos ficaram mais abertos com esta peregrinação. Agora consigo ver que o mundo é grande, que o mesmo não é tão pequeno como uns diziam. Assim sendo, também, os nossos pensamentos devem ser largos, pois como católicos não podemos ficar, somente, frustrados com a situação actual de Timor-Leste. Esta peregrinação deu-nos a oportunidade de dirigirmos as nossas intenções à Virgem Maria Mãe de Deus e de lhe pedirmos para nos ajudar», salientou Marce Exposto.

Os jovens timorenses devem evitar a preguiça e participar nas actividades da Igreja, porque as actividades da Igreja podem esclarecer os jovens sobre o significado da vida e sobre o que é que os jovens devem fazer pelo futuro da Igreja e da Nação. O mesmo afirmou ainda que a participação da juventude nas actividades religiosas poderá diminuir a influência dos políticos que pretendam incitar o povo.

Silvestre dos Santos Freitas, um jovem da Paróquia de Ainaro, afirmou que a peregrinação ao Monte de Ramelau foi importante, e que, como jovem católico, sentiu que tinha o dever de participar nessa peregrinação para melhor conhecer os outros jovens, porque os jovens devem amar-se uns aos outros como cristãos. O mesmo acrescentou que se realizaram reflexões conjuntas a fim de se reforçar a fé dos jovens em Deus.

Como jovem católico não sente desânimo por participar nas celebrações religiosas, pois estas podem ajudar os jovens a decidir um caminho justo para as suas vidas no futuro.

Segundo ele, esta peregrinação vai contribuir para que os jovens não caiam em tentações que tenham o intuito de dividir os timorenses, em particular os jovens.

No mesmo local, o Vigário Episcopal para a re-evangelização, o Padre Domingos Soares “Maubere”, declarou que a comemoração do 10º aniversário de Nossa Senhora envolveu muitos jovens. A intenção desta peregrinação foi aproximar a Juventude da Nossa Senhora, pois em tempos anteriores, eram os jovens que levavam a Estátua da Nossa Senhora ao cume do monte Ramelau. No entanto, nos últimos tempos, alguns jovens começaram a virar as costas à Nossa Senhora, praticando actos de violência. Então, no 10.º aniversário, as Paróquias organizaram este programa, a peregrinação ao cume do Monte Ramelau, para apelar a todos os jovens que entregassem os instrumentos aguçados à Nossa Senhora e lhe pedissem que lhes desse força para continuarem a ouvir a Igreja com confiança e a ter unidade, pois a Igreja ajuda a preparar o seu futuro.

Segundo o Padre “Maubere”, a participação dos jovens na peregrinação à Nossa Senhora foi importante, pois a Cruz Jovem é um símbolo de unidade e de confiança da parte dos jovens em relação à Igreja.

A Missa do 10º Aniversário de Nossa Senhora foi presidida pelo Bispo da Diocese de Díli, Dom Alberto Ricardo da Silva. O mesmo estava acompanhado pelos Vigários Gerais das Dioceses de Díli e de Baucau.

Após a missa, realizou-se uma procissão desde o local da missa até à estátua de Nossa Senhora, tendo sido percorrida uma distância de 80 metros .

Na peregrinação do 10.º Aniversário de Nossa Senhora participaram aproximadamente 10 mil pessoas: a juventude das Dioceses de Díli e de Baucau, religiosos e religiosas. JNSemanário .

4 comentários:

Alexandre de Araujo disse...

A Independencia de Timor Leste foi uma graca de Deus e da Virgem Mae,Vamos lutar contra as tentacoes do demonio sempre com a ajuda da Mae do Ceu.Juntos com Maria Mae de Deus,caminhados juntos para a Patria Celeste.(Alexandre de Araujo,Conselho Pastoral de hatto-Builico).

Alexandre de Araujo disse...

A Independencia de Timor Leste foi uma graca de Deus e da Virgem Mae,Vamos lutar contra as tentacoes do demonio sempre com a ajuda da Mae do Ceu.Juntos com Maria Mae de Deus,caminhados juntos para a Patria Celeste.(Alexandre de Araujo,Conselho Pastoral de hatto-Builico).

Alexandre de Araujo disse...

Dom Boaventura e um grande heroi de Timor,rezamos a Deus pela paz da sua alma e que junto de Deus nos abencoe para sempre.

Alexandre de Araujo disse...

A Independencia de Timor Leste foi uma graca de Deus e da Virgem Mae,Vamos lutar contra as tentacoes do demonio sempre com a ajuda da Mae do Ceu.Juntos com Maria Mae de Deus,caminhados juntos para a Patria Celeste.(Alexandre de Araujo,Conselho Pastoral de hatto-Builico).