quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

Deputados do Timor prolongam estado de sítio por 10 dias

Dili, 13 fev (Lusa) - O Parlamento de Timor Leste aprovou nesta quarta-feira o prolongamento do estado de sítio com recolher obrigatório por mais 10 dias.Dos 44 deputados presentes, entre os 65 eleitos, 30 votaram a favor e 14 optar pela abstenção.O estado de sítio tinha sido decretado na segunda-feira, por um período de 48 horas, na seqüência dos dois atentados contra o presidente timorense, José Ramos Horta, e contra o primeiro-ministro, Xanana Gusmão, que escapou ileso.Na seqüência do atentado, Ramos Horta foi submetido a uma primeira operação no hospital militar australiano em Dili e mais duas no Royal Hospital de Darwin, Austrália, para onde foi transferido horas depois do ataque.

Sem comentários: